Pesquisar este blog

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Métodos Enganosos dos Apóstatas

Métodos Enganosos dos Apóstatas



Exemplos de métodos enganosos dos apóstatas


Com frequência, a honestidade é uma deficiência de alguns dos opositores das Testemunhas de Jeová. Isto é ainda mais repreensível, tendo em conta que estes opositores se dedicam a acusar às Testemunhas de desonestidade.
Vejamos um exemplo que ilustra bem isso:
Em certo website que trata de relacionar às Testemunhas de Jeová com o ocultismo, diz-se o seguinte:
"No mesmo momento encontramos à Sociedade envolvida tanto em astrologia como piramidología, duas disciplinas estudadas por ocultistas".
"Quando Urano e Júpiter se encontrem no signo de Aquário em 1914, o tempo prometido desde há muito tempo conhecerá o princípio da obra dirigida a voltar ao homem livre para trabalhar em sua salvação, e garantirá a realização final dos sonhos e ideais dos poetas e sábios da história." (The Watchtower,  1 de maio de 1903, páginas 130, 131, página 3184 da reimpressão)
Junto a esta citação da A Sentinela, aparece um slide do Fotodrama da Criação em que se vê o sol e as constelações do zodíaco.
De onde saíram estas supostas "provas" da vinculação das Testemunhas de Jeová com o ocultismo? 
Primeira inverdade: A citação procede da revista Zion's Watch Tower (assim se chamava a revista A Sentinela em inglês naquela data, e não era ainda  The Watchtower) de 1 de maio de 1903. Trata-se de uma seção chamada "Views from the Watch Tower" ("Vistas desde a Torre de Vigía"), uma seção comparável à seção "Observando o Mundo" da atual revista Despertai!, com citações interessantes de outros jornais ou publicações.
A citação é parte de um breve artigo que tem o seguinte cabeçalho do editor:
"We seriously question all the claims of Astrology; yet the following - from whatever source the suggestions come, even though of the Adversary himself - seem remarkably true to our expectations based upon the Word of the Lord. For this reason alone we present them here,--as follows:"
Tradução:
("Pomos seriamente em dúvida todas as afirmações da astrologia; no entanto o seguinte - qualquer que seja a fonte da teoria, inclusive ainda que seja do próprio Adversário - resulta notavelmente verdadeiro segundo nossas expectativas baseadas na Palavra do Senhor. Só por esta razão o apresentamos, como segue: ")
E a continuação aparecem cinco breves parágrafos dos que se tem a citação antes mencionada.
Notamos que os opositores fizeram que pareça que as palavras foram escritas pelos próprios redatores da revista, quando na realidade estão citando palavras de outra publicação.
O cabeçalho do artigo deixa claro que o editor da revista não aceita a astrologia e que suas convicções se baseiam na Bíblia, e se preocupa em aclarar que tão-somente a citação por parecer-lhe interessante como coincide esse comentário com suas crenças.
Ao que parece, os inimigos "esqueceram" de fazer estes esclarecimentos, que ajudam a saber o verdadeiro sentido que tinha aquela citação.
Quanto à ilustração das constelações do zodíaco, aparece numa seção do Fotodrama titulada "God's Glory in the Heavens" ("A Glória de Deus nos Céus"), na que se dão dados sobre a imensidade do sistema solar e o universo. A ilustração vinha acompanhada do comentário:
"The zodiacal signs illustrate various sections of the heavens, visible at different seasons" ("Os signos zodiacais ilustram várias partes dos céus, visíveis nas diferentes estações").
Isto é, a ilustração aparece como mostra de como os céus dão glória a Deus, e não como apoio a alguma forma de espiritismo (o qual, por outra parte, é diretamente condenado no Fotodrama assim como tinha sido sempre nas publicações dos Estudantes da Bíblia).
Em definitivo, trata-se de uma citação fora de contexto que parece dizer o que não diz, e com uma ilustração maliciosamente fora de contexto para que produza uma impressão muito diferente a seu sentido original.
Que créditos podem ter estas pessoas quando falam de "enganos", "controle mental", "desonestidade", "hipocrisia" e coisas do gênero? Que o próprio leitor chegue a sua conclusão.

3 comentários:

  1. Será mesmo? Sobre a Tradução do Novo mundo:

    Qual a importância do sacerdote Johannes Greber na tradução novomundo das T jeova?
    Mas tem um ditado que a Torre insiste em esquecer: "Quem tem telhado de vidro não joga pedra no vizinho".

    Durante as décadas de 1960 e 1970, a Torre utilizava largamente citações da versão da Bíblia de Johannes Greber. Johannes Greber era um sacerdote católico que traduziu a Bíblia e a sua versão corroborava com algumas passagens da Tradução do Novo Mundo, ou seja, a versão de Greber dava apoio "erudito" à TNM. Mas Johannes Greber afirmou que o "mundo espiritual", se referindo aos espíritos, o guiou na empreita de produzir a sua versão da Bíblia. Johannes Greber afirma ter usado um "médium espírita" na sua tradução, para que pudesse "receber" orientação dos "espíritos" com o objetivo de obter uma tradução correta. Esse fato foi notícia e correu mundo e em 1983, a Torre de Vigia publicou a seguinte declaração:

    "Essa tradução foi usada ocasionalmente em apoio de versões de Mateus 27:52, 53, e de João 1:1, conforme vertidos na Tradução do Novo Mundo e em outras traduções conceituadas da Bíblia. Mas, como indicado no prefácio da edição de 1980 de O Novo Testamento (em inglês) de Johannes Greber, esse tradutor confiou no “Mundo Espiritual de Deus” para esclarecer-lhe como deveria traduzir passagens difíceis. Declara-se: “Sua esposa, médium do Mundo Espiritual de Deus, foi muitas vezes o meio usado para a transmissão de respostas corretas da parte dos Mensageiros de Deus para o pastor Greber.” A Sentinela julgou impróprio fazer uso duma tradução que tem tal estreito vínculo com o espiritismo. (Deuteronômio 18:10-12) Os estudos que formam a base para a tradução dos textos acima citados, na Tradução do Novo Mundo, são alicerçados, e, por isso não dependem absolutamente da tradução de Greber para ter autoridade. Portanto, não se perdeu nada por se deixar de usar O Novo Testamento dele." - A Sentinela 01/10/1983, pág. 31

    Aparentemente tudo teria terminado bem. Porém, a história não é bem assim como a Torre contou. Vamos ver.

    "Não nos surpreende que um certo Johannes Greber, um ex-sacerdote Católico, tem se tornado um espírita e que publicou o livro intitulado Comunicação Com o Mundo Espiritual, Suas Leis e Seu Propósito." - A Sentinela de 1 de Outubro de 1955, pág.603 (em Inglês)

    Isso significa que a Torre já tinha conhecimento desse fato! Ou seja, ela passou mais 28 anos utilizando a Bíblia de Greber, mesmo sabendo que ele teve ajuda dos "espíritos" para traduzi-la! E ela já deveria saber disso há muito mais tempo:

    "Johannes Greber diz na introdução de sua tradução do Novo Testamento, direitos de cópia em 1937: 'Eu próprio fui um sacerdote Católico, e... nunca realmente acreditei na possibilidade de comunicação com o mundo dos espíritos de Deus. Contudo, chegou o dia em que eu involuntariamente dei o primeiro passo na direção desta comunicaçãoMinhas experiências estão relatadas num livro que foi publicado tanto em Alemão como em Inglês e leva o título Comunicação Com o Mundo Espiritual, Suas Leis e Seu Propósito'... Greber esforça-se em fazer a leitura de seu Novo Testamento bem espiritista... Muito claramente os espíritos nos quais o ex-sacerdote acredita o ajudou em sua tradução." - A Sentinela de 15 de Fevereiro de 1956, pág.110 (em Inglês).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você está se concentrando apenas nos falatórios vãos. Veja um artigo aqui no blog que fala especificamente sobre esse assunto com o tema: NM e Johannes Greber.

      Excluir
  2. http://nm%20e%20johannes%20greber/

    ResponderExcluir