Pesquisar este blog

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Cancioneiro das Testemunhas de Jeová

Perguntas respondidas:


No JW.org em inglês e espanhol há um vídeo que fala sobre os 100 Anos do Reino de Deus. No início do vídeo há uma música da Harpa Cristã (hinário utilizado pelas igrejas protestantes). Esse hino já foi um cântico das Testemunhas de Jeová ou os cristãos usavam a Harpa?

O vídeo ao que o leitor se refere podemos encontrar aqui: http://www.jw.org/pt/publicacoes/videos/cem-anos-reino/
No vídeo descrito, Russel aparece enquanto é cantada uma música. Mas o que a história mostra em relação às músicas que as Testemunhas de Jeová utilizam para a adoração?
Ao longo dos anos as testemunhas de Jeová muito têm feito para restaurar a música ao seu devido lugar, vejamos tais etapas:

1879, Songs of the Bride (Cânticos da Noiva): w86 15/10 23
1890, Poems and Hymns of (Millennial) Dawn (Poemas e Hinos da Aurora [do Milênio]):
1896, Hymns of the Morning (Zion’s Glad Songs of the Morning) (Hinos da Manhã [Alegres Cânticos Matutinos de Sião]) (publicado como w1896-E 1/2): w86 15/10 23
1900, Zion’s Glad Songs for All Christian Gatherings (Alegres Cânticos de Sião Para Todas as Reuniões Cristãs):
1906, Hymns of Millennial Dawn (Hymns of the Millennial Dawn—With Music) (Hinos da Aurora do Milênio [Hinos da Aurora do Milênio — com Música]) (copyright 1905): w87 1/12 26; w66 697
1909, Hymns of the Millennial Dawn (Hinos da Aurora do Milênio) (edição de bolso, sem música):
1926, Kingdom Hymns (Hinos do Reino) (para crianças) (copyright 1925): w73 93
1928, Song Book (Songs of Praise to Jehovah) (Cancioneiro [Cânticos de Louvor a Jeová]): w87 1/12 26; w66 697
Song Book (Songs of Praise to Jehovah) (Cancioneiro [Cânticos de Louvor a Jeová]) (edição de bolso, sem música):
1944, Kingdom Service Song Book (Cancioneiro do Serviço do Reino): w87 1/12 26; w66 697
1950, Cânticos em Louvor a Jeová (ingl.; português 1954): w66 697
1966, “Cantando e Acompanhando-vos com Música nos Vossos Corações” (ingl.; português 1969): w87 1/12 26; g70 8/2 16; g67 22/5 21, 23; g67 22/6 31; w66 697-701
1984, Cantemos Louvores a Jeová (ingl.; português 1985): w87 1/12 26-7; w86 15/10 23-4; w84 1/7 2.
2009, Cantemos a Jeová.

É sabido que as testemunhas de Jeová têm feito refinamentos em seus entendimentos e isso se dá também com respeito aos seus cânticos. Algumas coisas que os Estudantes da Bíblia ─ assim como eram conhecidas as Testemunhas de Jeová ─ faziam eram resquícios de anteriores crenças da cristandade. Vejamos algo interessante que a organização comenta:

Por muitos anos, as Testemunhas de Jeová usaram músicas escritas por outros na adoração. Mas, quando era necessário, elas adaptavam a letra de acordo com seu entendimento das Escrituras.

Por exemplo, uma das canções tocadas no “Fotodrama” chamava-se “Our King Is Marching On” (Nosso Rei Está Marchando), uma adaptação da música “Battle Hymn of the Republic” (Hino da Batalha da República). O primeiro verso do “Battle Hymn” diz: “Meus olhos já viram a glória da vinda do Senhor”. Mas os Estudantes da Bíblia mudaram a letra para: “Meus olhos podem ver a glória da presença do Senhor.” Essa mudança refletia sua crença de que o governo de Jesus Cristo envolve não apenas a sua vinda, mas também a sua presença durante um período específico de tempo. — Mateus 24:3.

Com a publicação de “Cantando e Acompanhando-vos com Música nos Vossos Corações” em 1966 (em português, 1969), foi feito um esforço para eliminar músicas que se originavam de fontes seculares ou de outras religiões. Naquele ano, as Testemunhas de Jeová organizaram uma pequena orquestra e gravaram as 119 músicas do cancioneiro. As congregações usavam essas gravações para cantar durante as reuniões, e algumas Testemunhas de Jeová gostavam de ouvi-las em casa.
http://www.jw.org/pt/testemunhas-de-jeova/atividades/publicacoes/musicas-de-louvor-e-adoracao/

A melodia e a interpretação da música que aparece no início do vídeo relatado no início do artigo se referem a essa canção “Battle Hymn of the Republic”, que aqui no Brasil alguns interpretaram e intitularam com nome de “Vencendo vem Jesus". A música “O Hino da Batalha da República", também conhecida como "os meus olhos viram a glória" é uma canção produzida pela escritora americana Julia Ward Howe usando a música da canção "Corpo de John Brown". As letras de Howe mais famosas foram escritas em novembro de 1861 e publicado pela primeira vez em The Atlantic Monthly, em Fevereiro de 1862. A música falava do julgamento dos ímpios, no fim dos tempos, com a Guerra Civil Americana. Desde então, tornou-se uma canção patriótica americana extremamente popular e bem conhecida. Foi interpretada por diversas pessoas. Vejamos o que diz certa referência:

Essa obra foi interpretada por diversos cantores e bandas. A banda norte-americana Stryper gravou a canção em seus álbuns, Soldiers Under Command, e esta se tornou uma das músicas mais recorrentes em seus concertos. Semelhantemente a banda brasileira Oficina G3 a gravou em um álbum, Indiferença, além de ter gravado uma versão instrumental com um solo de guitarra inspirado na canção norte-americana. Além desses, também a gravaram Judy Garland, Eef Barlezay, Coro do Tabernáculo Mórmon e vários outros artistas. Ela também serviu como base para An American Trilogy, (adaptada por Mickey Newbury e interpretada por Elvis Presley), In the name of God (Dream Theater), These Things Take Time (The Smiths) e muitas outras canções.

No Brasil a canção se tornou bastante divulgada através dos hinários evangélicos, como por exemplo no Cantor Cristão, nº 112, no Hinário Adventista, nº 152 e na Harpa Cristã, nº 525, onde está intitulada Vencendo Vem Jesus. Em 1998, Nelson Ned regravou a canção no álbum intitulado "O Poder da Fé"1 . No hinário da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, o hino é intitulado "Já Refulge a Glória Eterna".
https://pt.wikipedia.org/wiki/The_Battle_Hymn_of_the_Republic

Até Elvis Presley interpretou a canção, poderá ver através desse vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=vISPgbosZUw

Hoje as Testemunhas de Jeová utilizam um cancioneiro produzido por elas próprias, para que possam ajuda-las a expressar os sentimentos que elas têm pelo Seu Criador. (Salmo 149:1, 3) Jeová é o originador da música e do canto, Aquele que, acima de todos os outros, merece ser louvado por meio de cânticos.

“Louvem a Jah! Que todo o meu ser louve a Jeová. Vou louvar a Jeová por toda a minha vida. Vou cantar louvores ao meu Deus enquanto eu existir.” (Salmos 46:1-2)


Por que as Testemunhas de Jeová não ouvem músicas gospel?

Muitos se perguntam o porquê as Testemunhas de Jeová não escutam músicas gospel. Para sabermos a respeito é apropriado entendermos o valor da música espiritual. A primeira referência da Bíblia à música ocorre antes do Dilúvio, na sétima geração depois de Adão: “[Jubal] mostrou ser o fundador de todos os que manejam a harpa e o pífaro.” Isto talvez descreva a invenção dos primeiros instrumentos musicais ou talvez até mesmo o estabelecimento de uma espécie de profissão musical. — Gên 4:21. No entanto, a música fazia parte da adoração de Jeová já antes da criação do homem. Várias traduções da Bíblia falam de anjos cantando. Jó 38:7, por exemplo, fala de os anjos “gritarem de alegria” e darem “gritos de louvor”’. Vê-se que há motivos bíblicos para crer que se usava o canto na adoração de Jeová bem antes de o homem surgir.

O coração de Moisés e de seus companheiros israelitas se comoveram ao entoarem o cântico de vitória que relatava o que Jeová havia feito a Faraó e suas hostes. — Êxodo 15:1-21. Em 1 Crônicas 16:4-36 vemos a história da arca do pacto que seria colocada em uma tenda sobre a direção do Rei Davi. Além do canto para alegrar a ocasião havia um acompanhamento orquestral. A música continuou fazendo parte da religião entre os primeiros cristãos. Além de disporem dos Salmos inspirados, pelo visto eles compunham músicas e letras para a adoração, o que estabeleceu o precedente para a composição de cânticos cristãos na atualidade. (Efésios 5:19) Jesus e seus apóstolos cantaram juntos depois da refeição noturna, pouco antes da morte de Jesus. (Marcos 14:26) Na prisão, Paulo e Silas cantaram alto, para que todos pudessem ouvir. (Atos 16:25) 

Ao entoar um cântico, quem o faz está como que fazendo uma oração ao próprio Deus, logo, a crença de uma pessoa que escreveu uma canção espiritual deve condizer com as crenças daqueles que passam a ouvi-la e canta-la. Imaginemos, talvez, uma música religiosa hindu, religião que adora vários deuses, ou mesmo, da religião mulçumana que diz que adora apenas a um deus. Seria apropriado um cristão cantar tais cânticos? No primeiro exemplo entendemos que a tal música, que faz parte da adoração, foi produzida para dar honra a um ou vários deuses, não ao verdadeiro Deus. Mesmo que a letra da música não especificasse o nome de um deus, não seria correto nos apropriarmos de uma canção que foi destinada a um deus qualquer para cantarmos como sendo referida ao Deus verdadeiro Jeová. No segundo caso, o fato de os mulçumanos expressarem que acreditam em um único deus verdadeiro que criou tudo o que existe, não os tornam diferentes que o primeiro caso, pois os mesmos nem acreditam que outros que não sejam de sua própria religião estão tendo uma forma de adoração aceitável para Deus. Vem a pergunta: como um cristão cantaria um cântico produzido por alguém que nem acredita no sacrifício resgatador de Jesus Cristo como meio para livramento do pecado e da vida eterna? Não, ele não cantaria.

Mas que dizer das músicas evangélicas, a chamada "música gospel"? Por que as Testemunhas de Jeová não escutam, não usam os evangélicos a Bíblia e se dizem cristãos? Não é preciso especificar muitos assuntos para sabermos que as Testemunhas de Jeová são um grupo distinto da cristandade, apenas como um exemplo, podemos citar a doutrina da trindade, uma crença pagã que a cristandade adota e que não é ensinada pela Bíblia. Este ensinamento, de imediato, coloca uma enorme barreira entre a religião verdadeira e a falsa, pois tal entendimento bíblico não é apenas algum detalhe que poderia ser levado como apenas um pequeno erro de entendimento por parte de alguns, mas é algo de suma importância e é um assunto primordial para a adoração de um cristão. Como o único Deus verdadeiro se sentiria ao ver pessoas prestando adoração ao seu filho Jesus e ainda uma terceira pessoa como que sendo outro deus? A própria Bíblia adverte para os cristãos se manterem separados das confusões religiosas e de sua forma de adoração. Não iremos cantar (adorar) músicas espirituais dirigidas a um deus trino. O livro de 2 Coríntios 11: 2 nos diz: Pois tenho ciúme de vocês, um ciúme semelhante ao de Deus, porque eu pessoalmente os prometi em casamento a um só marido, ao Cristo, a fim de apresentá-los como virgem casta a ele. No Israel antigo, o sumo sacerdote só poderia tomar por esposa apenas uma virgem. Sabemos que o sumo sacerdote de Jeová é Jesus Cristo, harmoniza-se com a regra existente em Israel que ele tomasse apenas uma virgem por Noiva celestial. O cântico que as Testemunhas de Jeová cantam são o cântico da verdade:

“Então vi o Cordeiro em pé no monte Sião, e com ele 144.000, que têm o nome dele e o nome do seu Pai escritos na testa.   Ouvi um som vindo do céu, como o som de muitas águas e como o som de um forte trovão; o som que ouvi era como de cantores tocando as suas harpas ao cantar.   Estavam cantando o que parecia ser um novo cântico, diante do trono e diante das quatro criaturas viventes e dos anciãos. Ninguém podia aprender esse cântico, exceto os 144.000 que foram comprados da terra.   Esses são os que não se contaminaram com mulheres; de fato, são virgens. Esses são os que estão seguindo o Cordeiro para onde quer que ele vá. Foram comprados dentre a humanidade como primícias para Deus e para o Cordeiro,   e não se achou engano na sua boca; eles não têm defeito.”(Apocalipse 14: 1-5)

Por isso se exige dos 144.000 que ‘não se poluam com mulheres’, mas que se mantenham “virgens”. Fazem isso por não se macularem com este mundo mediante um casamento religioso com organizações religiosas semelhantes a mulheres, deste mundo. Não devem ser iguais às virgens da antiga Babilônia, as quais, antes de se poderem casar legalmente, tinham de ir ao templo de Vênus (Istar) e prostituir-se diante dela por se entregarem a uma violação paga de sua virgindade por aquele que pagava mais. Não podem ser “meretrizes” produzidas por Babilônia. (Tia. 1:27; 4:4) Senão, o Noivo celestial nunca os incluiria na sua Noiva.
Apesar de o texto de Apocalipse se referir aos cristãos que irão governar com Jesus nos céus, outros da grande multidão seguem o exemplo e não se contaminam. (Apocalipse 7: 9, 14) 

Os cânticos das Testemunhas de Jeová são diferentes dos da cristandade, pois não são produzidos visando o lucro nem dão créditos a indivíduos, mas são feitos para transmitir as verdades bíblicas e para fazer parte da adoração dos cristãos que adoram apenas ao único Deus verdadeiro, Jeová. Portanto, que outros possam se juntar a estes “cantores” para que sua vida seja uma eterna melodia repleta de bênçãos.

Cantem a Jeová um novo cântico. Cante a Jeová, toda a terra! (Salmos 96:1)

                                                   

sexta-feira, 12 de junho de 2015

My Testemunhas de Jeová.

Agradecemos a todos que visitam o blog e a página na internet no google +. A página do blog é acessada por muitos países e esperamos que o blog venha a ajudar pessoas que buscam pela verdade. Tivemos uma parada nas postagens devido a análises e pesquisas sobre temas muito importantes, por exemplo, o artigo "Estudos das Escrituras", aqui postado, -http://mytestemunhasdejeova.blogspot.com.br/2015/02/estudos-das-escrituras.html -  tivemos que ter acesso aos sete volumes da coleção para que pudéssemos publica-lo. Contudo, muito em breve iremos ter novos artigos, alguns jamais defendidos em sites aqui no Brasil.